Aprendizagem

  • Aprendizagem é o processo para adquirir novos conhecimentos ou modificar conhecimentos , comportamentos , habilidades, valores ou preferências; o aprendizado é fruto de vários processos cognitivos e pode ser feito de várias formas e para diferentes propósitos.
  • Cognição é o conjunto de processos cognitivos subjacentes ao aprendizado, resolução de problemas e criação, que permitem pensar e adquirir conhecimento e entendimento através do pensamento, experiência e sentidos; abrange funções e processos intelectuais, como atenção , conhecimento, memória e raciocínio, resolução de problemas, tomada de decisão , compreensão e produção da linguagem; os processos cognitivos usam o conhecimento existente e geram novos conhecimentos.
  • Ciência Cognitiva é o estudo da mente, processos, natureza, funções da cognição (inteligência e comportamento), com foco em como os sistemas nervosos representam, processam e transformam informações; percepção , memória , atenção , raciocínio e emoção ; envolve várias áreas como a lingüísticapsicologia , inteligência artificial , filosofia , neurociência e antropologia .
  • Aprendizagem Cognitiva – É a aprendizagem baseada em ferramentas mentais; pode envolver artefatos, ferramentas e tecnologia,  para pensar mais significativamente, aumentar o desempenho do processo de cognição, assumir a propriedade do seu conhecimento, estimular o pensamento crítico e a construção dos seu próprio conhecimento.
  • Construtivismo – é uma teoria que estabelece que a construção e novos conhecimentos depende do que já sabemos, experiências prévias, como essas experiências foram registradas na nossa memória de longo prazo, quais os modelos mentais empregados, quais as crenças que suportam as nossas interpretações dos  eventos e experiências; usa métodos e ferramentas para  “aprender a aprender“ ou desenvolver conhecimento habilidades para solucionar problemas; está centrado no estudante e não no professor; vai muito além do método tradicional de transferência de conhecimento;

Objetivos do Aprendizado

Quais são os objetivos do seu aprendizado? Conhecimento, habilidades, comportamento, valores ou experiência?

  • Conhecimento. Familiaridade, consciência ou entendimento de alguém ou de algo, como fatos , informações , descrições ou habilidades , adquiridos através da experiência  (conhecimento tácito) ou da educação pela percepção , descoberta ou aprendizado . Ganhar compreensão teórica de agir para um propósito específico.
  • Informação. São dados processados e aplicados para algum propósito; informações tratadas viram conhecimento; são exemplos de informação: gráficos, tendências, medidas, semelhanças, dierenças, etc.
  • Dados são unidades individuais de informação que descrevem uma única qualidade ou quantidade de algum objeto ou fenômeno; exemplos, números, letras, imagens, etc; dados não têm sem significado por si só; no entanto, dados tratados e contextualizados ganham significado e viram informações.
  • Fato. Alguma coisa conhecida e que pode ser provado verdadeiro com evidências.
  • Conhecimento explícito.
  • Conhecimento Explícito: é o conhecimento explícito pode ser expresso em palavras e números e pode ser facilmente comunicado e compartilhado na forma de dados concretos, fórmulas científicas, procedimentos codificados ou princípios universais”.
  • Conhecimento Tácito: é o conhecimento implícito; obtido através da interação direta entre indivíduos; após vários anos.
  • Habilidades. Grau de competência frente a um determinado objetivo; saber fazer; ser mais do que capaz e instruído; reproduzir ações práticas com êxito e gerar soluções para um problema específico.
  • Competência. Conjunto de habilidades demonstráveis ​​que permitem e melhoram a eficiência do desempenho de um trabalho; combina conhecimento prático (tácito) e teórico (explícito).
  • Eficiência é a capacidade de evitar o desperdício de materiais, energia, esforços, dinheiro e tempo fazendo algo ou produzindo o resultado desejado; fazer as coisas de forma rápida, com sucesso e sem desperdício. 
  • Comportamento. Atitudes e reações de qualquer pessoa ou empresa em relação ao ambiente ou situação.
  • Crenças. Crenças são suposições ou verdades sobre o mundo que fazemos a partir do que experimentamos;
  • Valores. Valores provêm das crenças e são coisas que nós consumidores consumidores consideramos importantes e que influenciam no processo avaliação de valor, satisfação, seleção e compra das ofertas no mercado; os valores mudam de pessoa para pessoa ao longo do tempo e são influenciáveis pelo marketing.
  • Experiências . Um tipo de conhecimentoQuaisquer situações vividas por você ou outras pessoas, que demandaram esforço e tempo, de outras pessoas em um tempo consideravelmente menor.

Aprender a Aprender

  • Aprender a Aprender . É um tipo de processo de aprendizagem atrelada a filosofia construtivistapara desenvolver autodidatas, organizar e gerenciar o tempo de aprendizagem, identificar oportunidades de aprendizagem, buscar e persistir na aprendizagem, desenvolver capacidades para superar obstáculos, conhecer e compreender quais as estratégias e ferramentas cognitivas utilizar para diferentes situações; tem alta dependência e sinergia com o nível de inteligência emocional da pessoa e as outras inteligências humanas.
  • Aprendizagem Construtivista, ou aprendizagem cognitiva, é uma teoria que estabelece que o desempenho para a construção de novos conhecimentos depende do que já sabemos, experiências prévias, como essas experiências foram registradas na nossa memória de longo prazo, quais os modelos mentais empregados, quais as crenças que suportam as nossas interpretações dos  eventos e experiências; usa métodos e ferramentas cognitivas para  “aprender a aprender“.
  • Aprendizagem Ativa significa aplicar métodos e ferramentas para você ativamente, continuamente e em camadas aumentar eficiência do seu aprendizado.
  • Autodidatismo. É a educação do futuro, sem ou pouca orientação de mestres ou instituições; isso principalmente falando de adultos e empresas; está diretamente conectado ao “aprendizado on the job”; inserir e instrumentalizar ferramentas de trabalho e aprendizado para serem usadas no dia a dia; para que o próprio ciclo de negócio impulsione o aprendizado e o aprendizado impulsione o processo de negócio; criando sinergia; essa estratégia permite atingir um nível de maestria controlada e ao longo do em menor tempo, já que gera muita repetição, teoria e prática; o indivíduo e a empresa escolhem o assunto que estudará, o material de estudo, o ritmo e o tempo de estudo; isso pode ser feito de forma on the job, via ferramentas cognitivas inseridas nas rotinas de trabalho; ou seja aprender trabalhando e trabalhar aprendendo; não exige educação formal e pode ser um complemento ou uma alternativa à educação formal;

Neurociência

  • Psicologia é a área que estuda o comportamento da mente, tendo como base, práticas psicoterápicas que podem provocar alterações na atividade neural do cérebro.
  • Neurociência é o estudo científico do sistema nervoso, para entender as propriedades fundamentais e emergentes dos neurônios e circuitos neurais, como eles se transformam, recebem, memorizam, selecionam, elaboram, arquivam e processam todas as sensações captadas pelos diversos elementos sensoriais; avanços e descobertas da neurociência sugerem novos conceitos, procedimentos e ferramentas de aprendizado para aumentar o desempenho do processamento cognitivo e memorização.
  • Cérebro é o órgão localizado na cavidade craniana que apresenta uma grande quantidade de neurônios; usa “processamento paralelo”; várias partes do cérebro conseguem realizar tarefas diferentes ao mesmo tempo (por exemplo, dirigir, mascar chiclete, escutar um som e conversar ao mesmo tempo); cada uma das metades do cérebro do ser humano (hemisférios cerebrais) são especializadas para fazer atividades específicas; do lado direito temos os módulos cognitivos ; 1) linguístico e 2) lógico matemático, no lado esquerdo os módulos 3) musical e 4) espacial; nós para estudarmos as matérias escolares usamos mais os módulos 1, 2 e 4; se você estudar escutando música instrumental (num idioma que você não entenda), não apenas o módulo 3 não interferirá, como ajudará a abafar outros ruídos do meio ambiente que podem atrapalhar a sua concentração; mas se for num idioma que você entenda, haverá uma interferência da letra da música no seu módulo 1 e distrairá a sua atenção;
  • Neurônios são as células no cérebro responsáveis por reter conhecimento com conexões (sinapses) com outros neurônios e formando teias; podem se esgotar depois de 30 a 40 minutos de uso intenso; precisam de tempo para serem recompostos; o esgotamento pode ser percebido pela dificuldade de concentrar a atenção e afetar o desempenho de muitos outros processos cognitivos.
  • A Mente (do latim, pensar, conhecer e entender) representa a parte imaterial e funcional do cérebro (analogia: cérebro é o hardware e mente é o software); mente é um conjunto de processos, que podem ser conscientes e inconscientes que suportam a potência intelectual, funções cognitivas e comportamentais humanas; se encarrega de processar a informação que recebemos e responder através de uma determinada conduta (protocolo).
  • Cognição é a capacidade de transformar informações em conhecimento, através de blocos mentais e cerebrais (ex: atenção, percepção, associação, imaginação, juízo, raciocínio, memória); é a interpretação que o cérebro faz de todas as informações captadas pelos cinco sentidos, e a conversão dessa interpretação pela mente.
  • Módulos cognitivos do cérebro. A psicologia e neurolinguística atual segmenta a inteligência em múltiplas inteligências: linguística para permitir a transmissão e recepção da palavra; lógico-matemática – para permitir relações de causa e efeito; musical – capacidade de produzir música, cantar, tocar; espacial – capacidade de se orientar no espaço, ler uma planta ou mapa; psicocinética – dominar o próprio corpo e seus movimentos; Interpessoal – capacidade de se relacionar com outras pessoas; Intrapessoal – conhecer a si próprio, para cada vez mais se desenvolver; devemos explorar todos os módulos cognitivos para aprender.
  • Estresse e Sono. Relaxar a sua mente; segundo pesquisas, seis minutos de leitura pode reduzir os níveis de estresse em até 68%;  leitura tem um impacto bastante positivo em outro aspecto importante da nossa vida: o sono, já que acalma a mente, ajuda a dormir melhor e aprender.

Processo Educacional

  • Educar. É um processos de vários estágios – entender, compreender, aprender, comunicar, ensinar conhecimentos, habilidades e comportamentos.
  • Entender. É a capacidade de entender alguma coisa e tirar conclusões.
  • Compreender. É mais do que entender; exige deliberação, questionamento, perguntas e respostas, saber explicar.
  • Aprender. É mais profundo que compreender; é a capacidade de repetir processos e resultados, causar mudanças nas atitudes e comportamentos.
  • Comunicar. É a troca de informações, compartilhamento de ideias e sentimentos.
  • Ensinar. É usar métodos e ferramentas para ajudar as pessoas nos seus processos educacionais.

Inteligências Múltiplas

  • Inteligência – é a capacidade de resolver novos problemas ou conflitos, usar o conhecimento corrente; criar e se adaptar a novas situações.
  • Inteligências Múltiplas. Desenvolver todos os tipos de inteligências para aumentar a sinergia , capacidade e tomar melhores decisões e escolhas na vida.
  • Lógico/Matemática – realizar operações numéricas e fazer deduções; resolver problemas.
  • Verbal/Lingüística – aprender idiomas e de usar a fala e a escrita para atingir objetivos.
  • Visual/Espacial – reconhecer e manipular situações que envolvam percepções visuais.
  • Corporal/Cinestésica – usar o corpo com o fim de resolver problemas ou fabricar produtos.
  • Inteligência Emocional. Desenvolver a autoconsciênciaautocontroleautomotivaçãoempatia e sociabilidade.
    • Interpessoal – entender as intenções e os desejos dos outros e de se relacionar bem em sociedade.
    • Intrapessoal – conhecer e usar o entendimento de si mesmo para alcançar objetivos.
  • Musical/Ritmica– aptidão para tocar, apreciar e compor padrões musicais.

Linguagem. Melhorar a comunicação.

Inteligência Emocional

  • Autoconsciência. Descobrir a si mesmo e perceber como reagiria e se sentiria nas situações descritas e (não descritas); refletir sobre crenças, valores e gostos.
  • Autocontrole. Controlar a si mesmo, a sua atenção, o processo de aprendizado de forma flexível, deliberada e sob medida – iniciar e parar quando quiser, controlar o tempo de reflexão, velocidade de leitura em determinadas passagens do texto; saber parar, refletir, reler, voltar mais tarde, fazer uma nova revisão espaçada, etc.
  • Automotivação. Identificar várias fontes de automotivação e semelhanças de situações; inspirar, ajudar a tomar decisões, resolver problemas, descobrir novas necessidades, criar novas soluções e transformar a vida das pessoas positivamente.
  • Empatia. Aumentar a capacidade para entender os sentimentos, alegrias e dores das pessoas.
  • Sociabilidade.

Imaginação e Criatividade. Fazer você imaginar coisas que não viriam à mente normalmente;  criar cenários e perspectivas próprias.

Humildade. A leitura faz você perceber o quanto ainda não sabe e quão limitado é o seu conhecimento; o que não significa que você não seja culto ou inteligente.

Vocabulário. Melhorar o vocabulário, dominar idiomas, formar sentenças mais rápido e com maior qualidade, não ficar preso por falta de palavra, aumentar a fluência e compreensão da leitura, escrita e comunicação.

Comunicação. Desenvolver habilidades de comunicação, como ouvirescrever, falar, conversar, fazer apresentações, e assim por diante.

Processos Cognitivos

Processos Cognitivos são conjunto de funções cognitivas para gerar cognição; exemplos: atenção, observação, percepção, interpretação, organização, categorização, memorização, generalização, linguagem, pensamento.

Psicologia Cognitiva estuda a ligação entre cognição e comportamento.

Comportamento são as reações de uma pessoa ao interagir com o ambiente no seu entorno.

Aprendizagem é um conjunto de processos cognitivos em que novas informações são adicionadas ao conhecimento do indivíduo.

Ferramentas Cognitivas. São conceitos, artefatos e ferramentas mentais para aumentar a eficiência dos processos cognitivos e de aprendizagem; têm 4 funções básicas: buscar, apresentar, organizar e integrar informações.

Instrumentação – é adaptar a ferramenta para o ambiente de tarefa; é composta de 2 passos: 1) moldar ou adaptar a ferramenta ao ambiente de trabalho e 2) desenvolvimento e cultivo de práticas pessoais e coletivas necessárias para usar produtivamente a ferramenta.

Atenção. Treinar o seu cérebro para controlar a atenção, criar conexões neurais.

Memorização. É a capacidade de ampliar a capacidade de construir e reter informações na sua memória, pelo fato de ampliar a quantidade de informações e conexões neurais.

Descoberta é o ato de identificaralgo novo, ou algo anteriormente não reconhecido como significativo; é a observação de novos fenômenos, novas ações ou novos eventos e fornece um novo raciocínio para explicar o conhecimento coletado por essas observações com conhecimentos previamente adquiridos do pensamento abstrato e das experiências cotidianas.

Observação é a aquisição ativa de informações de uma fonte primária; envolve sentidos; pode envolver a percepção e o registro de dados via instrumentos científicos . O termo também pode se referir a quaisquer dados coletados durante a atividade científica. As observações podem ser qualitativas , ou seja, apenas a ausência ou presença de uma propriedade é observada ou quantitativa se um valor numérico for anexado ao fenômeno observado por contagem ou medição .

Percepção é a organização, identificação e interpretação das informações sensoriais , a fim de representar e entender as informações apresentadas, ou o ambiente.

Pensamento. É o fluxo de ideias e associações associadas a objetivos e conclusões.

O pensamento abrange um “fluxo de idéias e associações orientadas a objetivos que podem levar a uma conclusão orientada para a realidade”. É subjacente a muitos processos cognitivos e atividades humanas; e por causa disso, é alvo de estudo da filosofia, linguística, psicologia, neurociência, inteligência artificial, biologia, sociologia, sociologia e ciências cognitivas; permite que os humanos entendam, interpretem, representem ou modelem o mundo que experimentam e façam previsões. Portanto, é útil para pessoas e empresas com necessidades, objetivos e desejos, pois ele faz planos ou tenta realizar esses objetivos.

Associação  em psicologia refere-se a uma conexão mental entre conceitos, eventos ou estados mentais decorrentes de experiências específicas; são estudadas na psicologia moderna em áreas como memória  e aprendizado.

Raciocínio

Reflexão